Did – o que significa? Como usar?

Did

Dentre as muitas dúvidas sobre o idioma, quem estuda inglês costuma se confundir com relação ao Did. É normal ter dúvidas sobre suas funções e como construir frases usando esse verbo auxiliar.

Para começar, é importante saber que ele se refere a um verbo no passado.

No entanto, existem variedades com relação a sua aplicação e ele pode possuir sentidos diferentes.

Leia esse conteúdo até o final e tire todas as suas dúvidas.

Sumário

O que significa o “did”

Did pode ser usado tanto como um verbo auxiliar quanto com o sentido de “fazer”, mas conjugado no passado. Os seus usos se enquadram no que chamamos de “Simple Past”, ou “passado simples”.

O que é o simple past?

O passado simples é aquele que surge em orações que falam de coisas que aconteceram e já foram concluídas no passado. Portanto, são fatos que começaram e já se concretizaram, sem deixar “pontas soltas”. Por isso “simples”.

Exemplos:

  • We did not go to school yesterday. (Nós não fomos para a escola ontem.)
  • His birthday was the day before yesterday. (O aniversário dele foi anteontem.)

Perceba que o did aparece em ambas as orações, justamente porque ele coloca a frase no simple past.

Nesse caso está sendo usado como verbo auxiliar e deve ser aplicado tanto nas orações negativas quanto nas interrogativas.

Não há uma tradução para o did. Ele está ali de forma “invisível” quando passamos para o português.

Leia também:

Verbos auxiliares

Para aprofundar a sua compreensão a respeito do did é importante entender também o que são os verbos auxiliares. Como o próprio nome sugere, são verbos que auxiliam a ação principal da frase de alguma forma.

No inglês existem dois tipos de verbos auxiliares: os verbos modais e os auxiliares propriamente ditos.

A principal diferença entre eles é que os verbos modais acabam por influenciar o sentido do verbo principal. Nesse caso, eles podem ganhar uma tradução.

Já os auxiliares simples não influenciam o verbo principal no seu sentido, e, portanto, não são traduzidos. É como se eles fossem “invisíveis” na tradução, mas são essenciais para a construção gramatical em inglês. 

Entenda o uso como auxiliar

Se você está estudando inglês provavelmente já se deparou com o auxiliar “do”. Ele é usado para dar suporte ao verbo, ou seja, aquilo que exprime a ação ou para frases interrogativas. Por exemplo:

  • do my homework every afternoon. (Eu faço minha tarefa todas as tardes.)
  • Do you live with your parents? (Você mora com seus pais?)

O “do” não possui uma tradução exata nesses casos. O mais comum é traduzi-lo como “fazer”, como ocorre no slogan clássico da marca “Nike”:

  • Do it yourself – Faça você mesmo.

Mas o que tudo isso tem a ver com o did? O did, assim como o “do”, pode ser usado como auxiliar, o que significa que ele não necessariamente tem uma tradução. Ele apenas indica o tempo da ação, nesse caso, um passado já concluído (passado simples).

Com a utilização do Did a frase já é posta no passado. Com isso, não há necessidade de conjugar o verbo principal para o passado também. Veja alguns exemplos em frases interrogativas;

  • Did you work last night? – Você trabalhou na noite passada?
  • Did she call me? – Ela me ligou?
  • When did he travel? – Quando ele viajou?

No entanto, vale ressaltar que não há restrições de uso para frases afirmativas. A diferença é que quando o did é usado na afirmativa ele reforça a ideia central da frase. Veja alguns exemplos:

  • I did love you – Eu REALMENTE amo você;
  • Vic did study for the exam. – Vic estudou de verdade para o exame.

Pense que as traduções não são literais. Lembra que não tem exatamente uma tradução? Aqui, fazemos uma interpretação considerando a ideia que o “did” quer passar, que é o de reforçar o que é dito.

Did como passado

Você conheceu um pouco do “do”, que explicamos anteriormente. O did pode ser usado como passado do “do”. O “do”, por sua vez, pode ser traduzido como “fazer” – afirmativo:

  • “Fiz”;
  • “Fez”;
  • “Fizemos”;
  • “Fizeram”.

Veja alguns exemplos com essa conjugação para entender melhor como funciona:

  • He did it for me. – Ele fez isso por mim.
  • I did my homework. – Eu fiz meu dever de casa.

Usando o did na forma negativa

Há ainda a possibilidade de aplicar o did em frases negativas. Nesse caso existem duas possibilidades:

  • Did not;
  • Didn’t.

A única diferença entre elas é que a primeira está inteira e a segunda é uma abreviação, especialmente usada quando se trata de uma linguagem menos formal.

No caso da forma negativa vale a mesma regra que citamos acima: o didn’t por si só já indica o passado. Dessa forma, não há necessidade de conjugar o verbo também no passado. Lembre-se que ele é um auxiliar, e, portanto, existe para “simplificar” a oração.

Quando usar a forma abreviada did not?

Embora não seja considerada errada no dia a dia, a forma abreviada – didn’t – deve ser evitada em situações que requerem maior formalidade. Por exemplo, na realização de provas e exames de proficiência em inglês.

Lembre-se que a abreviação é usada para poupar tempo e tornar o discurso mais rápido e fluido. No entanto, se você está tentando mostrar os seus conhecimentos em inglês vale a pena apostar na escrita inteira.

Pense na estrutura do próprio português. Ainda que falemos algumas coisas abreviadas como “tá” ou “cê”, na forma escrita, em especial em situações formais, devemos usar o “está” ou “você”, e não as abreviações. O senso deve valer também para o inglês.

Frases com did e didn’t

  • She didn’t go to the party. – Ela não foi à festa;
  • Did she go to the party?  – Ela foi à festa?
  • Did you do what I asked? – Você fez o que eu pedi?
  • I didn’t know the answer. – Eu não sabia a resposta;
  • Did she talk to her father? Ela falou com o pai?
  • I didn’t talk to him. – Eu não falo com ele.

A utilização do did em inglês é pautada em algumas regras, conforme mostramos no decorrer desse conteúdo. A principal delas é que ele auxilia o verbo ou serve como passado ao “do”.

Lembre-se também que ele aparece em frases interrogativas ou negativas com a variante “didn’t”.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.